quarta-feira, junho 30, 2010

DIGA NÃO AO DESMATAMENTO DAS FLORESTAS BRASILEIRA!!

Esta semana a comissão parlamentar especial irá dar o seu voto – a favor das florestas ou ao agronegócio.

Com a crescente demanda popular pela proteção de nossas florestas, a bancada ruralista está pressionando os líderes partidários e aumentando os seus esforços para acabar com o nosso Código Florestal.

A petição pela defesa do código e proteção ambiental já tem mais de 96.000 assinaturas, mas ela será entregue aos líderes dos partidos esta quarta-feira e precisamos de ainda mais assinaturas!. Está na hora de falarmos mais alto do que os interesses dos grandes agronegócios e mostrar ao congresso que, em ano de eleição, eles devem ouvir o povo brasileiro. Assine abaixo e encaminhe para todos que você conhece. Vamos conseguir 200.000 assinaturas em 48 horas para proteger as florestas!

Enquanto o mundo todo está discutindo como preservar nossas florestas para futuras gerações, um grupo de deputados está fazendo exatamente o contrário: estão tentando entregar as nossas florestas para os responsáveis pela devastação e desmatamento do Centro-Oeste e da Amazônia.

As propostas absurdas incluem:

* Reduzir ou até mesmo elimintar a Reserva Legal e Áreas de Preservação Permanente como margens de rios e lagoas, encostas e topos de morro, para certas propriedades
* Anistia total aos crimes ambientais, sem tornar o reflorestamento da área uma obrigação
* Transferir a legislação ambiental para o nível estatal, removendo o controle federal

Essa não é uma escolha entre ambientalismo e desenvolvimento, um estudo recente mostra que o Brasil ainda tem 100 milhões de hectares de terra disponíveis para a agricultura, sem ter que desmatar um único hectare da Amazônia. A proteção das floretas e comunidades rurais depende do Código Florestal, assim como a prevenção das mudanças climáticas e a luta contra a desigualdade do campo. Só temos 48 horas até a entrega da petição, assine agora no link abaixo!

segunda-feira, junho 28, 2010

MARANHÃO FOI DESTAQUE NA FEIRA NACIONAL DA AGRICULTURA FAMILIAR.

O maior evento da América Latina teve 650 empreendimentos de agricultores familiares, artesãos, pescadores, quilombolas, comunidades indígenas, pescadores artesanais, ribeirinhos, extrativistas e assentados da reforma agrária de todo o Brasil, que comercializaram 750 toneladas de produtos. O volume de vendas alcançou R$ 19 milhões.

Os maranhenses participaram com farinha de mandioca, goma de tapioca, mel de abelha nativa sem ferrão (abelha tiúba), mesocarpo, bombons, biscoitos, óleo, azeite e sabonete de coco babaçu, artesanatos de fibra de bananeira, buriti e babaçu, madeira, cerâmica e flores tropicais e rizomas. Também aproveitaram para fazer contatos comerciais, interagir com outros agricultores familiares e conhecer os novos produtos e técnicas utilizadas nas outras regiões do Brasil.

A ARTECOOP (Cooperativa dos Artesãos dos Lençois Maranhenses de Barreirinhas), que produz acessórios, com as fibras do buriti e do babaçu, foi destaque no espaço TALENTOS DO BRASIL, uma seleção do melhor da moda artesanal feita em todo o país, catalogada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

Associações de Desenvolvimento de Vassoural dos Agricultores de Mojó, dos Produtores Artesanais de São João dos Pilões, das Quebradeiras de Coco Babaçu de Itapecuru (Uniões dos Clubes de Mães), dos Moradores da Vila União, das Mulheres de Itamatatiua (comunidade quilombola de Alcântara), Comunitária dos Artesões Codoenses, Buriti Arte, dos Pequenos Produtores Rurais do Povoado Sidom B (em Buriti Bravo) além da Associação Maranhense para a Conservação da Natureza (Amavida), Cooperativas de Pequenos Produtores Agroextrativistas de Lago do Junco, de Esperantinópolis, dos Artesãos dos Lençois Maranhenses (Artecoope Coopalmar), de Cajucultores de São Benedito (Comunidade Coheb II, Projeto de Assentamento de reforma agrária, município de Timon) e o Coletivo de Mulheres Trabalhadoras Ruraisparticiparam no estandes do Maranhão, localizados no pavilhão do Nordeste.

Na ocasião a feira vez varias discussões técnicas como a reunião nacional dos colegiados territoriais, de gestão de bacias hidrográficas e Pronaf Sustentável, o encontro nacional dos agentes de leitura, agricultura orgânica, mandiocultura, do comitê gestor do Programa Terra Legal, bovinocultura de leite, fitoterápicos, apicultura, além do lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar 2010/2011, com a presença do presidente Lula.

quarta-feira, junho 23, 2010

É CAMPEÃO...


O IAPE foi campeão da Copa União, dirigentes, membros da comissão técnica e jogadores, cada um à sua maneira, teve para quem dedicar a conquista.

O presidente de honra do clube, Isaías Pereirinha, não se conteve aproveitando para dar uma alfinetada nos dirigentes dos chamados times grandes: “Eles não sabem contratar. Têm que tirar o chapéu para mim. Formamos um time de maranhenses e ganhamos de todos eles”, disse. Pereirinha dedicou o título aos ex-diretores Djalma Campos e Humberto Trovão, que o ajudaram a montar o Iape, antes de morrer.

Para a Copa do Brasil ded 2011, Pereirinha já antecipou: “o time será esse aí, com duas ou três contratações, no máximo. Não vamos cometer os erros dos outros”, assegurou.

Emocionados, os jogadores e comissão técnica do Iape comemoraram o título. O preparador físico Adriano lembrou o diretor de futebol, Humberto Trovão que faleceu no mês de janeiro.

“Esse título é para o seu Humberto Trovão, onde ele estiver”, disse o preparador físico Adriano.

O atacante Robson destacou a campanha do Iape e já festeja a participação inédita na Copa do Brasil na temporada 2011.

“Com essa campanha que o Iape fez, nós merecemos este título e já estamos na Copa do Brasil”, afirmou o atacante Robson.

Fonte: Edivan Fonseca

SÃO JOÃO DA PRESERVAÇÃO

CAMINHADA ECOLÓGICA NA APA DO ITAPIRACÓ

Foi realizada no dia 29 de maio a 1a Caminhada Ecológica Saudável. O evento, organizado pelo Instituto de Administração de Projeto Educacional – IAPE, teve como parceiro o Centro Sócio Ambiental Ilha Verde, contou com a participação de aproximadamente 700 pessoas.

A concentração inicial para a caminhada aconteceu na área externa da Quadra Poliesportiva Sabará, ao lado do novo Shopping Anil. Lá, os esportistas realizaram exercícios de alongamento preparatórios.


Em seguida, o Presidente da Câmara Municipal de São Luís e Presidente de Honra do Instituto de Administração de Projeto Educacional - IAPE, Isaias Pereirinha deu as boas vindas a todos e fez um colocou que uma Unidade de Conservação como a APA do Itapiracó teve ser conservada e preservada e deu a largada do evento esportivo que culminou na sede administrativa da Área de Proteção Ambiental do Itapiracó, trajeto que foi feito em 40 minutos.

O encontro teve o apoio da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar – SEMSA, Secretaria Municipal de Desporto e Lazer da Prefeitura de São Luís e do Batalhão de Polícia Ambiental – BPA-MA. O Batalhão conferiu o isolamento das vias trafegadas e escoltou o cortejo com os alunos da Brigada Voluntária Ambiental do Itapiracó. Após a caminhada, já na sede da APA do Itapiracó foi servido um café da manhã aos presentes com frutas e outros alimentos saudáveis.


Além disso, foram realizados diversos atendimentos da área médica como aferimento de pressão, vacinação contra a gripe e Influenza H1N1, aplicação de flúor, atendimento nutricional e o cálculo de Índice de Massa Corpórea – IMC. Claudia Cardinale (ONG Ilha Verde), falou que “a proposta é elogiável e todos devem conhecer e preservar esta área tão verde que ainda temos em nossa ilha – a Apa do Itapiracó”.


A Coordenadora Administrativa da ABARÁ, Elisangela França, comentou sobre os benefícios da atividade física para todas as idades e a importância da visita à unidade de conservação e o contato com o meio ambiente. O representante do BPA Soldado Pinheiro agradeceu a participação da comunidade e convidou a todos para participar dos cursos, oficinas e ações que estão sendo realizados dentro da APA do Itapiracó.


segunda-feira, junho 21, 2010

ONG ILHA VERDE É ELEITA PARA O CONSELHO ESTADUAL DE MEIO AMBIENTE-CONSEMA

Neste cenário de conflitos e contradições o CONSELHO ESTADUAL de MEIO AMBIENTE-CONSEMA, instituído pela Lei nº 5.405 de 08 de abril de 1992 e regulamentado pelo Decreto nº 13.494, de 12 de novembro de 1993, com as alterações do Decreto nº 25.748 de 05 de outubro de 2009, através de Comissão Eleitoral composta por servidores públicos efetivos do quadro da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais-SEMA e observadores dos segmentos das Entidades Ambientalistas e dos Empresários, designados para esse fim, através da Portaria N° 058/10, datada de 26.04.2010, convoca as Entidades interessadas a participarem do processo eleitoral para preenchimento das vagas do Plenário para o exercício do Triênio 2010-2013.

O Conselho Estadual de Meio Ambiente – CONSEMA será composto por 32 membros distribuídos entre Poder Público com 16 representantes.

Setor Empresarial com 08 representantes

As Entidades Não Governamental Ambientalista, composta assim:


EFETIVOS:

  1. MOVIMENTO ARARIBA
  2. GRUPO DE TRABALHO NOVAS FRONTEIRAS PARA COOPERAÇÃO DO ESTADO DO MARANHÃO
  3. CENTRO DOS DIREITOS DAS POPULAÇÕES DA REGIÃO DE CARAJÁS – FÓRUM CARAJÁS
  4. ASSOLIB
  5. ASSOCIAÇÃO AGROECOLÓGICA TIJUPÁ – TIJUPÁ
  6. ASSOCIAÇÃO DE PESCADORES E AGRICULTORES DO POVOADO CANTO DOS LENÇÓIS
  7. CENTRO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DO TRABALHADOR RURAL - CENTRU
  8. ASSOCIAÇÃO DE PROTEÇÃO AO RIACHO ESTRELA E MEIO AMBIENTE - APREMA

10 SUPLENTE

  1. CENTRO SÓCIO AMBIENTAL ILHA VERDE
  2. ESCOLA COMUNITÁRIA EDUCANDO E JARDIM DE INFÂNCIA PEQUENO APRENDIZ
  3. JUVENTUDE SEM FRONTEIRAS
  4. ASSOCIAÇÃO AMBIENTAL E CULTURAL DE PRESERVAÇÃO DO RIO BURITI E AFLUENTES
  5. ARQUIDIOCESE DE SÃO LUÍS
  6. UNIÃO DE MORADORES DO SACAVÉM
  7. GRUPO DOS PEQUENOS PRODUTORES RURAIS DE GALILÉIA
  8. ASSOCIAÇÃO CULTURAL RIO MARACAÇUME

20 SUPLENTE

  1. CENTRO DE CULTURA NEGRA DO MARANHÃO – CCN-MA
  2. ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA ITAQUI BACANGA – ACIB
  3. COOPERATIVA DE SERVIÇOS, PESQUISA E ASSESSORIA TÉCNICA – COOSPAT
  4. SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS FEDERAIS NO MARANHÃO – SINDSEP/MA
  5. ECOBIO
  6. COOPERATIVA TERRA E VIDA DOS PEQUENOS PRODUTORES DO VALE DO ITAPIRACURU – COOPTERVIVA
  7. ASSOCIAÇÃO DE EDUCAÇÃO E MEIO AMBIENTE – EMA
  8. ENGENHARIA DO MARANHÃO – IBAPE/MA

A I Conferência Estadual de Recursos Hídricos e de Meio Ambiente culminou com um curso de Capacitação entre o período de 14 a 17 de Junho, com alguns conselheiros, a qual teve a presença de instrutores de vários estados com efetiva participação na gestão da política de meio ambiente e de recursos hídricos, a nível nacional.



VIII FÓRUM DE ACOMPANHAMENTO DAS OBRAS NA AV. SANTOS DUMONT

O Fórum contou com a participação da Prefeitura de São Luís, representada pelas secretarias municipais de Obras e Serviços Públicos (Semosp) e de Trânsito e Transportes (SMTT), o vereador Chaguinha (PRP) , o Advogado dos Movimentos Populares de Lutas Urbanas, (MPLU) Eduardo Braide , Associação dos Moradores da Aurora , Associação de Moradores do Pirapora, Movimento em Defesa da Reserva do Itapiracó (MODERI) e Pastoral Familiar da Vila Lobão.

O coordenador do fórum, o ex-vereador Joberval Carvalho Bertoldo, fez um histórico da avenida Santos Dumont afirmando que a falta de esgotamento sanitário “é um problema crônico” e o Governo do Estado nada tem feito para solucionar o problema, e cobrou a presença de representantes da Companhia de Águas e Esgoto do Maranhão (Caema), e CAIXA ECONÔMICA FEDERAL que não compareceram à reunião.


O secretário-adjunto de Obras e Serviços Públicos, Ricardo Medeiros, e o coordenador de Transporte da SMTT, Manoel Cruz, explicaram os serviços de infra-estrutura, drenagem, pavimentação e sinalização que estão sendo executados pela Prefeitura de São Luís na Santos Dumont.

Ressalta a importante da realização deste fórum para discutirmos a execução da obra. A Prefeitura deu a largada inicial com os serviços de drenagem e pavimentação para garantir a trafegabilidade da avenida e os trabalhos serão acelerados com o fim do período chuvoso”, disse Ricardo Medeiros. Estamos tendo todos os cuidados técnicos para que possamos pavimentar toda a avenida e colocar asfalto de qualidade, além de abrirmos vias alternativas para desafogar o trânsito da Santos Dumont”, disse Ricardo Medeiros durante o fórum.

Porém, os prejuízos atingem moradores e comerciantes locais o morador do bairro Sr Lino , explicou que está prestes a tomar uma medida drástica pela paralisação de outras vias públicas para chamar atenção das autoridades, “ nunca tinha presenciado tanto descaso do poder público como o vivenciado agora” afirma o morador.

Jaime, representante do MODERI , abriu a discussão afirmando que a CAEMA é uma prestadora de serviços , na qual tem deixado a desejar ... e para tanto é cabível que os moradores também não pague mais a conta de água , em vista que, não há atendimento da cota de saneamento básico e esgotamento sanitário aos moradores.

Francisco Pinto, morador da João de Deus , reclama que os veículos trafegam com dificuldades, mas ainda são poucos os que se arriscam, pois em determinados pontos os motoristas têm que andar pela contramão. Já vi vários carros quebrados, atolados e até moto taxistas caídos no chão por conta da ‘buraqueira’. Afinal, os esgotos escondem as crateras e acabam provocando acidentes”, ressaltou.

Fonte: Claudia Cardinale - Ong Ilha Verde

sexta-feira, junho 18, 2010

ELEIÇÕES DO CONERH E CONSEMA

O processo eleitoral para a formação dos Conselhos Estaduais do Meio Ambiente (Consema) e o de Recursos Hídricos (CONERH) do Maranhão foi realizado no último final de semana, sábado (12) e domingo (13), no Espaço OASIS, localizado no Bairro Aurora, em São Luís.

Presentes o Secretário de Estado do Meio Ambiente, Washington Rio Branco, entre outras autoridades e membros das entidades ambientalistas, movimentos sociais, órgãos e empresas comprometidas com as questões sociais e ambientais no Maranhão. stado.

O CONSEMA e o CONERH são importantes instâncias de acompanhamento da implementação das políticas de desenvolvimento sustentável do Maranhão, uma vez que ambos são fórum de discussão de temas de interesse de toda a sociedade na busca de definições das políticas para o meio ambiente e recursos hídricos em consonância com a legislação vigente, com a qualidade de vida dos maranhenses e interface com as demais políticas publicas.

No período de 14 a 17 de junho será realizada uma capacitação para os novos conselheiros, a qual contará com a presença de instrutores de vários estados com efetiva participação na gestão da política de meio ambiente e de recursos hídricos, no âmbito nacional.

A Lista dos eleitos com seus respectivos suplentes está disponível no site da SEMA – www.sema.ma. gov.br

PRAÇA CIDADÃ: ATIVIDADES DE AÇÃO SOCIAL NA PRAÇA 12 DE OUTUBRO

Foi realizado neste sábado praça 12 de outubro (27/05), uma ação social, onde foi oferecido para toda a comunidade do complexo Cohatrac afe...