domingo, novembro 28, 2010

VAMOS FORTALECER ESSA CORRENTE

PROPOSTA PARA DAR ADEUS À CONTA DE TELEFONE

O brasileiro tem que valer os seus direitos, o Projeto de Lei n.º 5476, do ano de 2001, não é divulgado em nenhum veiculo de comunicação, porque eles não têm interesse e não estão preocupados com isso. Então nós é que temos de correr atrás, afinal quem paga somos nós!

O Projeto de Lei obrigará o cancelamento da taxa telefônica de:
R$ 40,37 (residencial)
R$ 56,08 (comercial)
 
Ligue 0800-619619 (de segunda à sexta-feira das 08 às 20h00)

Digite: 111. E vote a favor do cancelamento da taxa de telefone fixo.

Entrando em vigor esta lei, você só pagará pelas ligações efetuadas, acabando com esse roubo que é a assinatura mensal. Este projeto está tramitando na 'COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR', na Câmara.

sábado, novembro 27, 2010

COMUMA

Foi realizada nesta quinta-feira (25/11/10) a reunião ordinária do Conselho Municipal de Meio Ambiente – COMUMA, na Secretaria Municipal de Meio Ambiente, onde foi tratada a homologação do REGIMENTO INTERNO. Na seqüência foram entregues as carteirinhas dos conselheiros.
Na ocasião a Vereadora Rose Sales solicitou ao Presidente da Plenária uma parte para fazer uma ampla explanação sobre o processo de reconstrução do Código Ambiental do Município de São Luís e entregou a todos os conselheiros presentes uma cópia do referido Código para uma analise em todos os seus aspectos.

quarta-feira, novembro 24, 2010

SEUC/MA

Já está disponível para consulta pública no site da SEMA: www.sema.ma.gov.br ,a minuta do Sistema Estadual de Unidades de Conservação do Estado do Maranhão - SEUC/MA.

O SEUC/MA surgiu de uma construção coletiva nas reuniões das terças dos GTs na Assembleia Legislativa do Maranhão e contou com a colaboração de técnicos da SEMA,das instituições que compõe a CIEA-MA e da Rede de Gestão Ambiental do Maranhão- REGEAMA.Foi elaborado entre outras razões,com o intuito de conservar os ecossistemas e a biodiversidade, propiciando uma efetiva melhoria na qualidade de vida das populações locais e de todo o Estado do Maranhão.

Divulguem o link:http://www.sema.ma.gov.br/pdf/seuc.pdf

Fonte: CIEA-MA/SEMA

terça-feira, novembro 23, 2010

FAÇA A SUA PRÓPRIA FONTE DE ÁGUA

 Material
- Cuia de fibra de vidro ou bacia de cimento ou cerâmica (37 cm de diâmetro e 15 cm de altura);
- Motor, de preferência, silencioso;
 - Pedrisco;
- Planta aquática.

Despeje as porções de pedriscos no fundo da bacia. Eles podem ser substituídos por pedras ou seixos maiores. Evite areia, pois ela prejudica a bomba. No centro do vaso, assente o motor. Os pedriscos vão esconder e firmá-lo no fundo da peça. Depois, cubra o equipamento com água. Ele deve ficar sempre submerso, do contrário queimará.
Delicadamente, coloque as mudas da planta aquática. A escolhida foi o aguapé (Eichhornia crassipes). Depois, ligue o motor na tomada e ajuste o fluxo de água do chafariz

Fonte: Minha Casa

sábado, novembro 20, 2010

FOTOS MOSTRAM EXTRAÇÃO ILEGAL DE MADEIRA

Integrantes da organização não governamental (ONG) Greenpeace registraram a extração irregular de madeira na Terra Indígena Caru, no município de São João do Caru, no noroeste do Maranhão. A ONG fotografou a atividade na semana passada durante um sobrevoo feito no Pará, em Mato Grosso e no Maranhão.

Foram feitas imagens aéreas de 2 caminhões carregados de toras e de um acampamento improvisado no meio da selva. Segundo o Greenpeace, a TI Caru já teve pelo menos 9% de sua vegetação derrubada e, do alto, é possível ver estradas abertas na mata para a retirada da madeira.

A ONG encaminhou denúncias sobre a atividade ilegal para órgãos que podem fiscalizar a região, como a Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Ibama. Por meio de sua assessoria de imprensa, a Funai informou que está sabendo sobre a extração irregular de madeira na terra indígena.

A instituição está tomando as devidas providências para conter o desmatamento ilegal nessas terras - disse a Funai, em nota.

Segundo o comunicado, agentes da Funai, da Polícia Federal, da Força Nacional e do Ibama já estão reunidos no Maranhão para uma outra operação. Os agentes deverão fiscalizar a TI Caru nos próximos dias, de acordo com a Funai.
Portal Amazônia

segunda-feira, novembro 15, 2010

MADEIRA DE DEMOLIÇÃO

Dá para recriar juntando peças de família, ou comprando as cadeiras em lojas de móveis usados ou ainda fazer um mix com dois modelos de cadeiras somente… a imaginação não tem limites!!!
Fonte: Capim Santo

quarta-feira, novembro 10, 2010

MESA CADEIRA COMPACTA

Ter um apartamento espaçoso no Japão é um privilegio de poucos. Por isso, os japoneses estão sempre pensando e inventando móveis e objetos que não ocupem tanto espaço.

Foi pensando nisso que foi projetado inteligentemente essa mesa cadeira cubo para apartamentos pequenos. Chegou a hora daquele jantar romântico, em um piscar de mágica, é só abrir o cubo para ter uma mesa com cadeiras. Enquanto não usa deixa ele num cantinho com um lindo vaso de flores e ficará ótimo!

sexta-feira, novembro 05, 2010

MUTIRÃO DO SEBRAE – MA NO COHATRAC

O posto de atendimento funcionará das 08h às 18h na Praça da Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, Cohatrac I. O empreendedor que procurar o posto terá a oportunidade de conhecer os benefícios da formalização e já poderá sair com o CNPJ em mãos.


"Essa é mais uma oportunidade que o Sebrae está oferecendo para que mais trabalhadores se legalizem e se tornem empreendedores individuais", diz.Jaqueline Zeitone
O Maranhão possui hoje 250 mil empresas funcionando na informalidade. A meta do Sebrae Maranhão, de acordo com o Consultor do SEBRAE, Cláudio Furtado, é que até o final do ano, 10% desse montante seja formalizado. “Estamos trabalhando não apenas em São Luís, mas em todas as nossas unidades”, destaca.

quarta-feira, novembro 03, 2010

TELHAS DE PET

Cores diferentes de telhas de plástico reciclado

O uso de garrafas PET em tapetes, bases de pufes, luminárias e sistemas de aquecimento solar já é conhecido. Pois no segmento de materiais de construção, o tal polietieleno tereftalato também vem ganhando destaque. Em Manaus, o engenheiro eletrônico Luiz Antônio Pereira Formariz começou a investir na resina, tradicionalmente usadas em embalagens de refrigerante e água mineral, para fazer telhas. Assim, fundou a empresa Telhas Leve. O custo do metro quadrado do produto é de R$ 39, duas vezes mais alto que o da telha convencional de barro, que gira em torno de R$ 19. Mas, de acordo com Formariz, devido à sua leveza, o gasto com a estrutura do telhado custa R$ 15, um quarto do preço da tradicional, que é de R$ 70 em média.
As telhas de PET podem ainda ser encontradas em diferentes cores, como azul, amarela e vermelha. A marrom-cerâmica reproduz fielmente o tom das peças de barro. E a durabilidade do produto pode ser até cinco vezes maior. Além disso, Formariz destaca a importância que o produto traz ao meio ambiente

Telha feita de garrafa PET pela Telha Leve
“Hoje em dia, devido a popularização do consumo de refrigerantes embalados em garrafas de PET, a telha plástica tornou-se também uma grave ameaça ao meio ambiente, pois, após o consumo do conteúdo dessas garrafas, elas se transformam em lixo, causando poluições que afetam drasticamente o meio ambiente. Com a reciclagem do PET, existe a possibilidade de controlar esse problema, pois o material poderá ser transformado em outros produtos de grande utilidade e necessidades básicas para as pessoas”, explica o engenheiro.
A coleta das garrafas PET é feita por cooperativas e associações de catadores de lixo. A reciclagem do material, segundo o engenheiro, além de poder contribuir para uma possível fonte de renda para famílias pobres ou desempregadas, reduz os de custos de fabricação dos produtos. Por ser um material que depende apenas de coleta, reciclagem, e dos devidos tratamentos de preparação, o plástico implica num preço um pouco menor do que se fosse comprado novo.
Fonte: Pense Eco

terça-feira, novembro 02, 2010

MARANHENSE CONQUISTA 2º LUGAR NO 24º PRÊMIO JOVEM CIENTISTA.

O maranhense Rogério da Silva Júnior, morador de São José de Ribamar, foi um dos vencedores da XXIV edição do Prêmio Jovem Cientista, do CNPq. Ele ficou em 2º lugar na categoria estudante do ensino médio com um projeto de uma central hidrelétrica, que gera energia limpa e barata, sem a necessidade de construir barragem, a proposta surgiu do problema que afrontar a comunidade ribeirinha do Rio Itapecuru.

Para o jovem, ver seu o trabalho conquistando o segundo lugar na categoria ensino médio é um reconhecimento muito grande. “Uma vitória muito importante para mim e para todos aqui na região. Espero conseguir, com esse prêmio, um patrocínio e fazer o projeto acontecer. A central poderia ser usada como fonte energética secundária, não só no Maranhão, mas em outros estados. Cheguei a construir uma maquete e demonstrei que a pesquisa é totalmente viável”, argumenta.

Mais informações sobre o trabalho de Rogério da Silva Logrado Júnior podem ser obtidas pelo telefone (98) 8811-0128 ou com o professor Antonio Motta Fero, pelo telefone (98) 2109-5000 ou pelo e-mail rogilog@hotmail.com.

segunda-feira, novembro 01, 2010

BARCOS ANTINGOS SÃO REUTILIZADOS

Pescadores de uma pequena ilha da Inglaterra reutilizaram antigos barcos de uma maneira bastante inteligente.

Eles retiraram os barcos da água e os colocaram na terra de ponta cabeça, como a madeira é extremamente forte e resistente a água ele se torna um perfeito galpão para armanezamento de produtos e como um abrigo.

Coletivo Verde

INCRÍVEL: FAMÍLIA SUPERDOTADA TEM GAROTO FORMADO AOS 14 E IRMÃO NA FACULDADE AOS 11

Carson Huey-You (14 anos) se formou no último mês de maio em Física pela Universidade Cristã do Texas. O garoto é o mais jovem a completa...