quinta-feira, março 31, 2011

EUROPEUS FORNECEM A MAIS EXATA IMAGEM DA GRAVIDADE NA TERRA.

O NOSSO PLANETA NÃO É TÃO REDONDO COMO SE PENSAVA.


Dados enviados por satélite à ESA (Agência Espacial Europeia), durante dois anos, possibilitaram o estudo preciso da gravidade do planeta Terra de uma forma inédita.

Os cientistas agora detêm um dos mais exatos modelos geoide (forma mais aproximada do nosso planeta, visto que ele não é totalmente redondo) do lugar onde vivemos.

O geoide é uma superfície projetada da Terra e nesta apresentada pela ESA se considerou sua gravidade sem a ação de marés e correntes oceânicas.

O modelo serve como referência para medir a movimentação dos oceanos, a mudança do nível do mar e a dinâmica do gelo, o que pode abrir precedente para entender com maior profundidade as mudanças climáticas.

Além desses dados oceanográficos, também servirá para o estudo da estrutura interna do planeta --como os processos que levam à formação de terremotos de grande magnitutude como o que atingiu o Japão em 11 de março.

Do espaço, é praticamente impossível para os satélites observarem a dinâmica dos tremores, visto que o movimento das placas tectônicas ocorrem abaixo do nível dos oceanos.

Contudo, explica a ESA em seu site, os tremores costumam deixar um "rastro" na gravidade do planeta, o que pode ajudar a entender o mecanismo de um terremoto, de forma a prevê-los antes de uma ocorrência.
Fonte: Folha de São Paulo


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O BRASIL SEM JEITO: O JUIZ SÉRGIO MORO LIBEROU R$ 10 MILHÕES AO CASAL JOÃO SANTANA E MONICA MOURA

Os advogados afirmam que os marqueteiros não podem “trabalhar e auferir renda para seus gastos pessoais e de suas famílias, sendo, então,...