quinta-feira, fevereiro 21, 2013

QUINTO ROUND


A situação do vereador Beto Castro (PRTB) ficou complicada, O procurador do Ministério Público Estadual (MPE) eleitoral Marcílio Nunes Medeiros deu parecer favorável à produção de provas do seu processo de cassação. Foi por água baixo a tese levantada pela defesa de Beto Castro (PRTB), segundo a qual a análise de documentos que comprovem ter ele duas identidades, dois CPFs – e vários outros tipos de documentos duplicados - não poderiam ser usados no processo por que feriria o princípio segundo o qual nenhum cidadão pode produzir provas contra si mesmo.

Além do MPE ter aprovado a coleta de informações  no Banco Central sobre contas bancárias em nome das duas pessoas físicas. Com isso o MPE publicita, também, outro dado do processo: Beto Castro sabe que fraudou não só a Justiça Eleitoral, mas também a Polícia, a Justiça, a Receita Federal e o mercado bancário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

MEIO AMBIENTE: BOLSA VERDE

É um programa de transferência de renda para famílias em situação de extrema pobreza que vivem em áreas de relevância para a conservação ...