sábado, julho 06, 2013

QUEM FALA O QUE QUER RECEBE O QUE NÃO QUER.

O apresentador, Paulo Henrique Amorim, da TV Record, publicou em seu blog em 2009, um texto que Heraldo Pereira era "negro de alma branca" que "não conseguiu revelar nenhum atributo para fazer tanto sucesso, além de ser negro e de origem humilde".

Essa declaração fez com que o apresentador da TV Record, fosse condenado à prisão. A pena, por crime de "injúria preconceituosa", foi fixada em um ano e oito meses de reclusão, e substituída por pena restritiva de direito a ser ainda definida. As informações são da "Folha de S. Paulo".

Como Amorim completou 70 anos em fevereiro, os desembargadores diminuíram a pena em três meses, "diante da atenuante de senilidade" prevista em lei.
Na sentença, a desembargadora Nilsoni de Freitas Custódio considerou que as declarações de Amorim "foram desrespeitosas e acintosas à vítima" e que "foi nítida a intenção de ofender a honra" de Pereira.


A advogada Maria Elizabeth Queijo, que representa Amorim, disse que vai recorrer. "O Paulo exerceu o direito de crítica. Ele tem esse estilo muito contundente, irônico, cortante. Mas a história toda da vida dele é de defesa dos negros, das cotas, de políticas afirmativas. Soa estranho ser acusado dessas práticas."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMITÊ DE PRAÇA: JARDINAGEM PEDAGÓGICA

A Jardinagem Pedagógica é um projeto que tem a "construção de saberes e convivências" como base. Teve sua preexistência na Pra...