terça-feira, maio 31, 2016

SUPERPETROLEIRO: O MAIOR VEÍCULO DA HISTÓRIA

O navio PRELUDE FLNG, que foi projetado pela empresa petrolífera Shell, é o maior veículo já construído na história da humanidade. Bota maior nisso: ele pesa inacreditáveis 600 mil toneladas. Isso é o equivalente a 1 000 Antonov A225 (o maior avião do mundo), e 100 mil toneladas a mais do que o petroleiro Knock Nevis, hoje o maior navio do mundo.

O PRELUDE, que tem uma tripulação de 400 pessoas, é uma plataforma petrolífera móvel, com todos os equipamentos necessários para extrair, processar e armazenar gás natural. "Nós poderemos explorar reservas que hoje estão abandonadas porque ficam muito longe da terra firme", afirma o executivo Malcolm Brinded. O primeiro destino do navio, em 2014, será a costa noroeste da Austrália, onde ele irá explorar os campos de gás natural PRELUDE e Concerto.

REFERENCIA DO SUPERPETROLEIRO

Refinaria móvel: Navio extrai, processa e armazena gás natural
Largura - 75 metros (a mesma de um campo de futebol)
Comprimento - 480 metros = 10 quarteirões
Peso - 600 mil toneladas = 1,2 vez o peso do maior prédio do mundo (o Burj Dubai, que pesa cerca de 500 mil toneladas)
Extração de gás - 3,5 milhões de toneladas por ano = 233 mil caminhões-tanques de gás (15 t/cada)
Preço - 5 bilhões de dólares = 16 vezes mais caro que o maior avião do mundo (Antonov A225).

sábado, maio 28, 2016

CONSPIRAÇÃO: ÁUDIOS MOSTRAM QUE ATOS PRÓ-IMPEACHMENT DO MBL FORAM FINANCIADOS POR PARTIDOS























O Movimento Brasil Livre - MBL, entidade civil criada em 2014 para combater a corrupção e lutar pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), recebeu apoio financeiro, como impressão de panfletos e uso de carros de som, de partidos políticos como: DEM, PSDB, SD e PMDB.
Quando fundado, o movimento se definia como apartidário e sem ligações financeiras com siglas políticas. Em suas páginas em redes sociais, fazia campanhas permanentes para receber ajuda financeira das pessoas, sem ligação com partidos.
Em uma gravação de fevereiro de 2016 a que o UOL teve acesso, Renan Antônio Ferreira dos Santos, um dos três coordenadores nacionais do MBL, diz em mensagem a um colega do MBL que tinha fechado com partidos políticos para divulgar os protestos do dia 13 de março usando as "máquinas deles também".

Renan diz ainda que o MBL seria o único grupo que realmente estava "fazendo a diferença" na luta em favor do impeachment de Dilma Rousseff. 


OUÇA A GRAVAÇÃO ABAIXO.

quarta-feira, maio 25, 2016

CANTANHEDE: GRUPO POLÍTICO LIDERADO POR HILDO ROCHA ESCOLHE CANDIDATO

Seguindo decisão da maioria das lideranças que integram o grupo político do qual faz parte, o deputado federal Hildo Rocha (PMDB) decidiu apoiar a pré-candidatura de Ruivo, para prefeito de Cantanhede.

O anúncio aconteceu neste fim de semana, durante ato público no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Cantanhede.


– Partindo dessa premissa, com base nesse acordo, é que aqui nos encontramos pra dizer aos amigos e amigas que seguem o nosso grupo político, que querem ver a cidade de Cantanhede melhor, que nosso pré-candidato é o Ruivo – enfatizou Hildo Rocha.


A pré-candidatura de Ruivo é apoiada pela Frente de Oposição de Cantanhede, composta por oito partidos: PMDB, PRP, PT, PTN, PSL, PSB, PMN PSD. O ato público de apoio ao pré-candidato Ruivo contou com a participação dos vereadores Dennis Robert, Dicó, Jorismar e José Raimundo do Sindicato.

Fonte: Marços D'eça

segunda-feira, maio 23, 2016

CONSPIRAÇÃO: A GRAVAÇÃO DE ROMERO JUCÁ E SÉRGIO MACHADO, COMPROVA ARMAÇÃO?

SÉRGIO MACHADO                                                                     ROMERO JUCÁ
SÉRGIO MACHADO - Mas viu, Romero, então eu acho a situação gravíssima.

ROMERO JUCÁ - Eu ontem fui muito claro. [...] Eu só acho o seguinte: com Dilma não dá, com a situação que está. Não adianta esse projeto de mandar o Lula para cá ser ministro, para tocar um gabinete, isso termina por jogar no chão a expectativa da economia. Porque se o Lula entrar, ele vai falar para a CUT, para o MST, é só quem ouve ele mais, quem dá algum crédito, o resto ninguém dá mais credito a ele para porra nenhuma. Concorda comigo? O Lula vai reunir ali com os setores empresariais?

MACHADO - Agora, ele acordou a militância do PT.

JUCÁ - Sim.

MACHADO - Aquele pessoal que resistiu acordou e vai dar merda.

JUCÁ - Eu acho que...

MACHADO - Tem que ter um impeachment.

JUCÁ - Tem que ter impeachment. Não tem saída.

MACHADO - E quem segurar, segura.

JUCÁ - Foi boa a conversa mas vamos ter outras pela frente.
MACHADO - Acontece o seguinte, objetivamente falando, com o negócio que o Supremo fez [autorizou prisões logo após decisões de segunda instância], vai todo mundo delatar.
JUCÁ - Exatamente, e vai sobrar muito. O Marcelo e a Odebrecht vão fazer.

MACHADO - Odebrecht vai fazer.

JUCÁ - Seletiva, mas vai fazer.

MACHADO - Queiroz [Galvão] não sei se vai fazer ou não. A Camargo [Corrêa] vai fazer ou não. Eu estou muito preocupado porque eu acho que... O Janot [procurador-geral da República] está a fim de pegar vocês. E acha que eu sou o caminho.
[...]

JUCÁ - Você tem que ver com seu advogado como é que a gente pode ajudar. [...] Tem que ser política, advogado não encontra [inaudível]. Se é político, como é a política? Tem que resolver essa porra... Tem que mudar o governo pra poder estancar essa sangria.
[...]

MACHADO - Rapaz, a solução mais fácil era botar o Michel [Temer].

JUCÁ - Só o Renan [Calheiros] que está contra essa porra. 'Porque não gosta do Michel, porque o Michel é Eduardo Cunha'. Gente, esquece o Eduardo Cunha, o Eduardo Cunha está morto, porra.

MACHADO - É um acordo, botar o Michel, num grande acordo nacional.

JUCÁ - Com o Supremo, com tudo.

MACHADO - Com tudo, aí parava tudo.

JUCÁ - É. Delimitava onde está, pronto.
[...]

MACHADO - O Renan [Calheiros] é totalmente 'voador'. Ele ainda não compreendeu que a saída dele é o Michel e o Eduardo. Na hora que cassar o Eduardo, que ele tem ódio, o próximo alvo, principal, é ele. Então quanto mais vida, sobrevida, tiver o Eduardo, melhor pra ele. Ele não compreendeu isso não.

JUCÁ - Tem que ser um boi de piranha, pegar um cara, e a gente passar e resolver, chegar do outro lado da margem.
*
MACHADO - A situação é grave. Porque, Romero, eles querem pegar todos os políticos. É que aquele documento que foi dado...

JUCÁ - Acabar com a classe política para ressurgir, construir uma nova casta, pura, que não tem a ver com...

MACHADO - Isso, e pegar todo mundo. E o PSDB, não sei se caiu a ficha já.

JUCÁ - Caiu. Todos eles. Aloysio [Nunes, senador], [o hoje ministro José] Serra, Aécio [Neves, senador].

MACHADO - Caiu a ficha. Tasso [Jereissati] também caiu?

JUCÁ - Também. Todo mundo na bandeja para ser comido.
[...]

MACHADO - O primeiro a ser comido vai ser o Aécio.

JUCÁ - Todos, porra. E vão pegando e vão...

MACHADO - [Sussurrando] O que que a gente fez junto, Romero, naquela eleição, para eleger os deputados, para ele ser presidente da Câmara? [Mudando de assunto] Amigo, eu preciso da sua inteligência.

JUCÁ - Não, veja, eu estou a disposição, você sabe disso. Veja a hora que você quer falar.

MACHADO - Porque se a gente não tiver saída... Porque não tem muito tempo.

JUCÁ - Não, o tempo é emergencial.

MACHADO - É emergencial, então preciso ter uma conversa emergencial com vocês.

JUCÁ - Vá atrás. Eu acho que a gente não pode juntar todo mundo para conversar, viu? [...] Eu acho que você deve procurar o [ex-senador do PMDB José] Sarney, deve falar com o Renan, depois que você falar com os dois, colhe as coisas todas, e aí vamos falar nós dois do que você achou e o que eles ponderaram pra gente conversar.

MACHADO - Acha que não pode ter reunião a três?

JUCÁ - Não pode. Isso de ficar juntando para combinar coisa que não tem nada a ver. Os caras já enxergam outra coisa que não é... Depois a gente conversa os três sem você.

MACHADO - Eu acho o seguinte: se não houver uma solução a curto prazo, o nosso risco é grande.
*

MACHADO - É aquilo que você diz, o Aécio não ganha porra nenhuma...

JUCÁ - Não, esquece. Nenhum político desse tradicional ganha eleição, não.

MACHADO - O Aécio, rapaz... O Aécio não tem condição, a gente sabe disso. Quem que não sabe? Quem não conhece o esquema do Aécio? Eu, que participei de campanha do PSDB...

JUCÁ - É, a gente viveu tudo.

JUCÁ - [Em voz baixa] Conversei ontem com alguns ministros do Supremo. Os caras dizem 'ó, só tem condições de [inaudível] sem ela [Dilma]. Enquanto ela estiver ali, a imprensa, os caras querem tirar ela, essa porra não vai parar nunca'. Entendeu? Então... Estou conversando com os generais, comandantes militares. Está tudo tranquilo, os caras dizem que vão garantir. Estão monitorando o MST, não sei o quê, para não perturbar.

MACHADO - Eu acho o seguinte, a saída [para Dilma] é ou licença ou renúncia. A licença é mais suave. O Michel forma um governo de união nacional, faz um grande acordo, protege o Lula, protege todo mundo. Esse país volta à calma, ninguém aguenta mais. Essa cagada desses procuradores de São Paulo ajudou muito. [referência possível ao pedido de prisão de Lula pelo Ministério Público de SP e à condução coercitiva ele para depor no caso da Lava jato]

JUCÁ - Os caras fizeram para poder inviabilizar ele de ir para um ministério. Agora vira obstrução da Justiça, não está deixando o cara, entendeu? Foi um ato violento...

MACHADO -...E burro [...] Tem que ter uma paz, um...

JUCÁ - Eu acho que tem que ter um pacto.
[...]

MACHADO - Um caminho é buscar alguém que tem ligação com o Teori [Zavascki, relator da Lava Jato], mas parece que não tem ninguém.


JUCÁ - Não tem. É um cara fechado, foi ela [Dilma] que botou, um cara... Burocrata da... Ex-ministro do STJ [Superior Tribunal de Justiça].

MORINGA: PLANTA QUE PURIFICA A ÁGUA E PODERIA ACABAR COM A FOME MUNDIAL


No universo dos chamados "SUPERALIMENTOS", a Moringa tem ganhado destaque. Existem 13 variedades da planta, que é da família Moringaceae - as mais comuns são a moringa oleífera e a moringa stenopetala. A árvore da moringa cresce muito rápida e pode chegar a até 12 metros de altura. Seus galhos são carregados de pequenas folhinhas verdes que são incrivelmente nutritivas. A planta se adapta bem em regiões de difícil proliferação de vegetais, em locais muito quentes e muito secos. Além disso, o alimento supre necessidades básicas, fornece energia e mantém os corpos nutridos. Na África e nas Filipinas, muitas famílias plantam uma árvore de moringa em seus quintais para garantir uso para consumo próprio. Todas as partes da planta são utilizáveis. Folhas, vagens verdes, flores e sementes têm rico valor alimentar, e todas as partes da planta, incluindo raízes, têm uso medicinal.

Como visto acima, todas as partes dessa generosa plantinha são aproveitadas. Seja para a alimentação ou em remédios alternativos. Contudo a planta tem outras potencialidades que vêm sendo estudadas. O óleo de sua semente possui importância industrial e é aproveitado para lubrificar maquinarias delicadas, é também empregado em cosméticos como perfumes e utilizado para biocombustível. A planta também é usada como forrageira, para alimentar carneiros, cabritos, coelhos, galinhas caipiras, vacas leiteiras. E como a planta floresce o ano todo, suas flores são uma opção na alimentação de abelhas.

Outro fator que ressalta a importância da planta é seu potencial de realizar um tratamento químico da água ao decantar bactérias e resíduos. Após macerar as sementes de moringa e adicionar a aguá, ela atrai argila, sedimentos e bactérias, que se acumulam no fundo do recipiente e deixam a água clara e potável. Ela melhora em 99% a qualidade da água com seu efeito purificador.

Três sementes purificam cerca de um litro de água. O ideal é utilizar sementes colhidas recentemente para o tratamento de água. O tempo ideal de decantação da água é de 90 minutos. Quanto maior o tempo e repouso, maior a quantidade de partículas irão se acumular no fundo do recipiente. Após esse processo a água precisa ser filtrada, coar com um pano já faz esse trabalho. Coar é muito importante, pois o material orgânico decantado inicia um processo de decomposição após o tratamento.

sábado, maio 21, 2016

INACREDITÁVEL: IMPRESSORA TOTALMENTE SUSTENTÁVEL

Acreditem se quiser! Os Japoneses criaram uma impressora que não necessita de tinta e nem de tonner e suas folhas são feitas de um material plástico semelhante às folhas A4 que utilizamos, porém possuem a vantagem de poderem ser apagadas uma vez que é composta por pigmentos ativados por calor!


Além, disto ela é resistente a água e a fabricante ainda garante que pode ser usada por cerca de 1000 vezes cada folha.




Veja o vídeo abaixo.

sexta-feira, maio 20, 2016

COMISSÃO: FRENTE PARLAMENTAR DA ROTA DAS EMOÇÕES

O PRS 35/2015, de autoria do senador maranhense Roberto Rocha, cria uma Frente que atuará em defesa do fortalecimento da região, que interliga os Lençóis Maranhenses (MA) ao Parque Nacional de Jericoacara (CE), passando pelo Delta do Parnaíba (PI), área de grande potencial econômico para o turismo de prática de esportes náuticos, ecoturismo, turismo de aventura e diversas modalidades de esporte ao ar livre. A integração do roteiro turístico é resultado do Projeto da Rede de Cooperação Técnica para a ROTEIRIZAÇÃO – 1ª edição, implementado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e Ministério do Turismo. Desde 2005, lideranças locais, empreendedores e entidades trabalham em conjunto para o desenvolvimento integrado da região.


Em 2009, a Rota das Emoções chegou a receber o troféu Roteiros do Brasil, categoria Melhor Roteiro Turístico do país, concedido pelo Ministério do Turismo. Mas ainda há muito a ser feito para que ela alcance toda sua potencialidade no mercado nacional e internacional. A criação da Frente Parlamentar no Senado tem como objetivo contribuir para a ampliação desse alcance, por meio do aprimoramento da legislação federal e de ações institucionais dos senadores junto a todos os interlocutores que possam contribuir com o crescimento social e econômico da região.

segunda-feira, maio 16, 2016

RECONHECIMENTO: ANALISTA AMBIENTAL ASSUME A SUPERINTENDÊNCIA DE FISCALIZAÇÃO DA SEMA

O analista ambiental da SEMA, Ramilson Cavalcante, foi apresentado pelo secretário titular da SEMA, Marcelo Coelho, como  novo Superintendente da Fiscalização da secretaria, importante setor da adjunta de Desenvolvimento Sustentável, comandada pela também analista, Liene Pereira.Ramilson Cavalcante, é funcionário de carreira SEMA, foi aprovado em concurso público em 2008 e tem formação em Direito e Bioquimica.
No momento da apresentação do superintendente Ramilsom Cavalcante aos colegas da fiscalização, o secretário Marcelo Coelho fez questão de destacar suas qualidades de funcionário eficiente, procedente do setor de Monitoramento Ambiental, onde sempre exerceu com dedicação suas atividades.

O Superintendente Ramilson Cavalcante, agradeceu a oportunidade e a confiança demonstrada pelo secretário Marcelo Coelho ao convidá-lo para ocupar o cargo e prometeu envidar todos seus esforços, no sentido de contribuir para elevar os resultados e o desempenho da Superintendência de Fiscalização.
Fonte: SEMA

sexta-feira, maio 13, 2016

SUSTENTABILIDADE: MICRO CASA FEITA DE PAPELÃO PODE DURAR ATÉ 100 ANOS


À primeira vista, o papelão não parece ser um material muito adequado e resistente para uma construção. Contudo, já existem exemplos de diversos escritórios e arquitetos premiados que utilizam o papelão em obras de grande escala, estruturas residenciais, pontes e abrigos ANTI-CATÁSTROFES naturais. O estúdio holandês Fiction Factory apresentou recentemente seu novo modelo de micro habitação, uma casa feita de papelão.

Após a fabricação de toda a estrutura em papelão, os módulos são transportados ao terreno para uma montagem que leva apenas cerca de 2 dias. Após a montagem, o papelão é revestido com uma película impermeável e respirável chamada de Miotex, responsável por manter a durabilidade da estrutura. Após a aplicação do material, são instaladas ripas de madeira no lado exterior da casa enquanto internamente, as paredes levam um revestimento de chapas de madeira compensada com um design minimalista. Ambientes de áreas molhadas como cozinhas e banheiros são feitos com a utilização de equipamentos inteligentes muito utilizados nesse tipo de habitação.


Cada módulo terá um custo inicial de 4.500 dólares e em breve deverá ser mais uma alternativa sustentável viável para quem precisa de espaços pequenos e mais independentes. Os arquitetos agora trabalham em uma versão completamente “off grid” (autônoma em termos de sistemas de energia e água) e ampliarão ainda mais a capacidade do projeto. “Papelão é um material muito desvalorizado. Não há nenhum outro material de construção tão leve, forte e isolante. A maioria das pessoas pensa no papelão como uma caixa ou um pacote de correio. Muitos tentam argumentar que não é possível utilizá-lo em construções. Mas pode ser excelente. Nós simplesmente não estão acostumados a isso ainda.” contam os desenvolvedores do projeto.

Veja o vídeo:


Fonte: ECOGUIA

COMPLEXO COHATRAC: CIÊNCIA NA PRAÇA

Mais uma edição do projeto “Ciência na Praça” será realizada em São Luís. Dessa vez o bairro beneficiado com as atividades será o Cohatrac....