sexta-feira, maio 13, 2016

SUSTENTABILIDADE: MICRO CASA FEITA DE PAPELÃO PODE DURAR ATÉ 100 ANOS


À primeira vista, o papelão não parece ser um material muito adequado e resistente para uma construção. Contudo, já existem exemplos de diversos escritórios e arquitetos premiados que utilizam o papelão em obras de grande escala, estruturas residenciais, pontes e abrigos ANTI-CATÁSTROFES naturais. O estúdio holandês Fiction Factory apresentou recentemente seu novo modelo de micro habitação, uma casa feita de papelão.

Após a fabricação de toda a estrutura em papelão, os módulos são transportados ao terreno para uma montagem que leva apenas cerca de 2 dias. Após a montagem, o papelão é revestido com uma película impermeável e respirável chamada de Miotex, responsável por manter a durabilidade da estrutura. Após a aplicação do material, são instaladas ripas de madeira no lado exterior da casa enquanto internamente, as paredes levam um revestimento de chapas de madeira compensada com um design minimalista. Ambientes de áreas molhadas como cozinhas e banheiros são feitos com a utilização de equipamentos inteligentes muito utilizados nesse tipo de habitação.


Cada módulo terá um custo inicial de 4.500 dólares e em breve deverá ser mais uma alternativa sustentável viável para quem precisa de espaços pequenos e mais independentes. Os arquitetos agora trabalham em uma versão completamente “off grid” (autônoma em termos de sistemas de energia e água) e ampliarão ainda mais a capacidade do projeto. “Papelão é um material muito desvalorizado. Não há nenhum outro material de construção tão leve, forte e isolante. A maioria das pessoas pensa no papelão como uma caixa ou um pacote de correio. Muitos tentam argumentar que não é possível utilizá-lo em construções. Mas pode ser excelente. Nós simplesmente não estão acostumados a isso ainda.” contam os desenvolvedores do projeto.

Veja o vídeo:


Fonte: ECOGUIA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A PRAÇA DAS ÁRVORES: EMPÓRIO SOCIAL

A comunidade do Complexo Cohatrac/Cohab viveu na manhã de 18/11, mais um importante momento de construção de pertencimento. A Praça das Árv...