segunda-feira, janeiro 02, 2017

COMBATER ROUBOS: EMPRESA CRIA REGISTRO DE BIKES

Em junho 2013, atrapalhado com uma reforma que fazia em casa, o economista Maxmuller Poeck decidiu avisar aos colegas do seu grupo de ciclismo de que participava que iria se afastar por uns tempos e pedalar sozinho, nos horários em que conseguisse. Todos o aconselharam a não fazer isso, já que roubos de bicicletas são muito comuns no Distrito Federal. Poeck ficou com aquela mensagem ecoando em sua cabeça e decidiu contar a história para três colegas de trabalho, empreendedores como ele. “Achei, desde o início, que buscar solução para o problema dos roubos de bicicletas poderia render um negócio”, lembra. E foi o que aconteceu.
LEIA TAMBÉM
Meses depois, em dezembro, os quatro sócios colocavam na internet o site bikeregistrada.com.br, que, em 2014, virou uma microempresa, com o apoio do Sebrae no DF. “Inicialmente, procuramos o Sebrae para pedir uma ajuda sobre como divulgar nosso produto para o público e termos mais acessos em nosso site. Depois de formalizados, um de nossos sócios participou do Empretec, o que foi muito importante”, conta.

Hoje, a Bike Registrada oferece aos clientes o Cadastro Nacional de Ciclistas e Registro de Bicicletas, serviço gratuito que permite a identificação da bike e do dono de forma rápida e simples, além de informar se a bike é roubada ou não. O site também oferece contato direto com os donos das bicicletas roubadas, criando possibilidades reais de devolução de uma bike recuperada. “Queremos estimular a mobilidade urbana de maneira sustentável, promover a segurança do ciclista e combater o roubo, dificultando a comercialização e auxiliando na recuperação e na evolução de bicicletas roubadas no País”, explica Maxmuller Poeck. “No Brasil, 4 milhões de bicicletas são vendidas anualmente, trata-se de um mercado considerável”, acrescenta.
Rapidamente, o negócio foi crescendo e veio a criação de um selo de segurança – este comercializado pela empresa –, que é colocado na bicicleta para inibir os roubos e para facilitar a identificação dela, caso seja encontrada. Usando a tecnologia QRCode, o selo é super-resistente e está ligado a um aplicativo que o reconhece. “Ao comprar uma bicicleta usada, é possível usar o programa para identificar, por meio do selo, ou buscando na lista de registros do site, todo o histórico e a procedência do produto. Caso o alerta de roubo tenha sido ativado, o contato com o proprietário é imediato e pode ser feito, dentro do próprio sistema, por SMS, e-mail ou telefone”, lembra o empresário, que tem como sócios Marcos Carneiro, Alexandre Ramos, Rubem Vasconcellos. Hoje, todos largaram os empregos que tinham e se dedicam integralmente ao negócio.

Outra inovação atrelada ao nascimento e ao crescimento da Bike Registrada é o fato de ela ser uma startup, modelo de negócio que está se fortalecendo no Brasil. “Trata-se de uma empresa nova ligada a tecnologia, com poucas pessoas trabalhando, atuando em nível nacional e cujo produto é altamente escalonável, já que nosso público-alvo inclui todos os que possuem ou possuirão bicicletas”, explica o empresário. “Tem todas as características de uma startup”, acrescenta Poeck.

Na história mais recente com o Sebrae, a Bike Registrada teve um estande na Feira do Empreendedor 2015 e conquistou uma das disputadas vagas para o Programa Startup DF. “Por meio do programa, já conhecemos vários mentores de startups que nos mostraram modelos de negócios vencedores, de estruturas de empresas e até ensinaram como apresentar nosso produto para investidores”, explica o empresário. No próximo mês, a Bike Registrada começa uma consultoria pelo Sebrae para a criação do plano de marketing da empresa.


O crescimento da empresa está rendendo diversas boas parcerias. “A Polícia Militar do DF, quando vê alguma atitude suspeita envolvendo uma bicicleta, logo faz a consulta para identificar o proprietário e ver se o alerta de roubo está ativado. Também temos sido procurados por seguradoras e outras empresas que veem na Bike Registrada um possível parceiro para negócios já existentes ou para novos negócios”, acrescenta o empreendedor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PRAÇA CIDADÃ: ATIVIDADES DE AÇÃO SOCIAL NA PRAÇA 12 DE OUTUBRO

Foi realizado neste sábado praça 12 de outubro (27/05), uma ação social, onde foi oferecido para toda a comunidade do complexo Cohatrac afe...