quinta-feira, agosto 30, 2018

APA DO ITAPIRACÓ: FÓRUM EM DEFESA DA APA DO ITAPIRACÓ - FAI


Ontem (29/09) estivemos reunidos conforme pauta preestabelecida e divulgada.

1 - Conselho Consultivo: foi informado que a segunda reunião por parte da SEMA acontecerá depois do período eleitoral;

2 - Planejamento Anual do FAI: foi decidido que pautaremos no grupo principal do FAI onde todos poderão opinar e colaborar com a construção de nossas ações  (Setembro até Dezembro);

3 - Dia Mundial da Limpeza 15/9 e Projeto ASBOA: FOI deliberado que o FAI vai participar tanto do Dia 15/9 - Sábado das 8h às 12h com a programação da Prefeitura de São Luís junto às praias através de voluntários e Projeto COMVIDAS, quanto da programação da ASBOA (Clena Up) nos dias 14 a 16/9 com voluntários, Jardinagem Pedagógica (avaliando a possibilidade) e possível passeio de caiaque com a preocupação da Limpeza no Rio Anil (Vinhais Velho até o Espigão);

4 - Calendário Trilha Ecológica: foi acertado que participaremos das ações do Cirio Ecológico dia 23/9 e faremos uma ação com as Escolas no dia 29/9;

5 - Pedal Kids: será realizado dia 21/10 - Domingo na até da Reserva;

6 - Roda de Conversa: como o tempo ficou escasso, conversamos um pouco sobre a problemática do lixo no perímetro da APA e resolvemos ter um espaço somente para essa discussão mas sinalizarmos a possibilidade de levarmos essa discussão para ser inserida aos integrantes do Cirio Ecológico com panfletos e conscientização de casa em casa aos moradores do Cohatrac.

No mais agradecemos a participação de todos e convidamos sempre nossos integrantes a estar presente e contribuir com as discussões em prol do Meio Ambiente em nosso bairro.


Fonte: Reginaldo Bordalo 

terça-feira, agosto 21, 2018

VASOS SUSTENTÁVEIS: DESIGNERS RENOMADOS ASSINAM COLEÇÃO

O empresário goiano João Paulo Roriz, proprietário da Vasap Design, sempre acreditou que um produto de bom design não precisa ser necessariamente caro. Para provar isso, desde 2017, ele vem produzindo vasos de polietileno reciclado que, apesar de ostentarem a assinatura de nomes estrelados do cenário nacional, como Marcelo Rosenbaum e Léo Romano, fazem do custo acessível uma premissa básica de projeto.

“A ideia é que cada designer conte sua história através de nossos produtos”, diz Roriz, que sonha em atingir objetivos ainda mais altos. “Nossa intenção é deixar um legado para o design nacional. Por isso, pretendemos anunciar em breve um concurso anual direcionado a jovens designers”, como ele afirmou nesta entrevista exclusiva ao Casa, direto de Goiânia.

Como é obtida e processada a matéria-prima empregada na produção dos vasos da Vasap?
Sempre trabalhamos com o polietileno. Quando começamos, produzíamos nossas peças com matéria-prima virgem, adquirida em petroquímicas. Como valorizamos muito a questão da sustentabilidade, logo começamos a pesquisar maneiras de produzir com material reciclado, desde que mantivéssemos a mesma qualidade dos nossos primeiros vasos. Dessa forma, criamos um departamento na empresa que recebe, separa e trata materiais descartados – embalagens usadas, caixas de feira, tampas de garrafa – que, após processado, passa a ser usado na fabricação de nossos produtos. 
De onde surgiu a ideia de associar design à produção de vasos plásticos?
Ao observarmos o potencial do mercado de vasos e jardinagem que, mesmo durante a crise, estava crescendo mais de 10% ao ano. Ainda assim, percebemos que quase todas as marcas fabricavam praticamente os mesmos tipos de produtos, com as mesmas cores e design, focando apenas no preço e esquecendo a qualidade. Diante deste cenário, o design surgiu como um atributo de diferenciação, como uma solução para nos afastar da concorrência e inaugurar um novo nicho: o dos vasos assinados.

Como são escolhidos os designers da casa?
Na verdade não existem critérios específicos, mas, muito mais, dos nossos objetivos que estabelecemos a cada momento. Desde nossas primeiras peças, optamos por trabalhar com profissionais de diferentes estilos. Escolhemos Marcelo Rosenbaum e Fetiche Design por acreditar que eles representam bem um dos conceitos mais importantes para nossa marca, o do design para todos. Em Mauricio Arruda, o que mais nos motivou foi a forte relação que ele tem com a brasilidade e com o sustentável. Já no caso do Léo Romano, o que pesou foi sua grande identificação com o minimalismo. 

Fonte: Estadão

segunda-feira, agosto 20, 2018

APA DO ITAPIRACÓ: CALÇADA VERDE RECEBE A JARDINAGEM PEDAGÓGICA


A manhã de 18/08 foi movimentada no final da rua Joaquim Morchel, por trás do Cohatrac IV. Foi realizado um mutirão de limpeza de um grande canteiro construído pelos moradores que resolveram dar um basta no lixo jogado no entorno da APA do Itapiracó.





A equipe da Jardinagem Pedagógica esteve no local juntamente com integrantes do Fórum da APA Itapiracó (FAI)  e realizaram um excelente trabalho.

A programação contou com um café cooperativo diversificado e farto.

Foram plantadas diversas mudas de plantas frutíferas e ornamentais.

Contamos também com pintura de placas educativas e uma mini oficina de Ecodesign. 



A atividade serviu de laboratório para as próximas incursões do projeto Jardinagem Pedagógica em outros espaços públicos.

Importante destacar o apoio da anfitriã  jardineira Paula Nunes, moradora do Cohatrac IV que articulou e mobilizou um bom contingente de moradores para este mutirão.



Deixamos a mensagem de que o protagonismo comunitário é uma arma poderosa para a solução de problemas sociais.







Fonte: Camilo Rocha


terça-feira, agosto 14, 2018

LASCOU: DOLEIROS DELATORES VÃO MINISTRAR PALESTRA

O Ministério Público Federal, repito Ministério Público Federal no Rio vai promover na próxima sexta, 17, a partir de 9h30, a palestra ‘Aspectos Práticos de Lavagem de Dinheiro’ com objetivo de ‘qualificar autoridades na luta contra a lavagem de ativos’. A palestra foi desenvolvida a partir do acordo de delação premiada de dois doleiros presos na Operação Lava Jato no Rio.
Por meio desse acordo, segundo informou a Procuradoria, foi imposto aos colaboradores ‘a obrigação de ministrar palestras com o intuito de capacitar as autoridades no assunto’.
Com 3 horas de duração, a palestra pretende revelar as atuais tipologias de lavagem de dinheiro no Brasil e seus aspectos práticos.
Por meio de exemplos concretos, os delatores irão explicar como faziam para gerar, custodiar, transportar e liquidar grandes quantidades de dinheiro em espécie, com a finalidade de prevenir não só a lavagem de ativos, como a sonegação fiscal.
OBS: A PALESTRA COM CERTIFICADO
Fonte: Online

segunda-feira, agosto 13, 2018

PRAÇA JACKSON LAGO: DIA DOS PAIS

Obrigado a todos(as) que contribuíram para o sucesso de nosso evento realizado na praça Jackson Lago em homenagem ao Dia dos Pais.
Cada ação nos enche de alegria pois fortalecemos ainda mais nossos laços, estiveram presentes amigos de longas datas e pessoas que estão chegando agora ao nosso círculo de amizade.
Na vida é isso que levamos e espero poder com essa atitude cultivar ainda mais nossos laços de amizade.
Agradeço a Deus e a todos que apoiaram o evento, seja com alguma ajuda ou mesmo com a presença que é o mais importante.
Vamos voltar com nossos jogos na arena às terças e quintas das 20h às 21h e contamos com a presença de todos.
Em breve anunciaremos esse retorno pois a prática saudável do esporte é de grande valia para mantermos uma melhor qualidade de vida.







Fonte: Reginaldo Bordalo

PARCERIA CIDADÃ :DJOMA/IEMA/CEM GERALDO MELO

O exercício para mudar a realidade social, depende dos sujeitos históricos inscritos na sociedade. A parceria para essa transformação social articula-se entre a educação e a vontade política.
O curso FIC de Tratamento de Resíduos sólidos e Efluentes, cumpriu sua função precípua de agregar conhecimento, e possibilitar a construção de consciência ambiental qualificada. Esse curso foi um espaço de empoderamento pelo conhecimento, onde os alunos puderam socializar experiências, e construir coletivamente possibilidades de superação de obstáculos, crescimento individual, e coletivo, assim como, adentraram ao mercado de trabalho. O DJOMA, e os demais parceiros só tem parabenizar o projeto de descentralização do conhecimento propiciado pela política educacional do governo do Maranhão.
Entendendo que é responsabilidade de todos os entes contribuírem para a autonomias dos sujeitos de direitos. O nosso curso finalizou com certeza de desenvolver nos nossos alunos a potencialidade que cada um dispõe.  Esperamos ter iniciado no Complexo COHAB/COHATRAC, uma nova jornada para fomentar processos de protagonismos que só  a educação possibilita.

Fonte: Dorian Azevedo

terça-feira, agosto 07, 2018

FENÔMENO: ABÓBORAS DE 15 KG NASCEM EM TELHADO

Aconteceu um fenômeno no Bairro da Vila Palmeira na cidade de São Luís, estado do Maranhão. O funcionário público John Araújo , encontrou em seu telhado duas abóboras que pesam, mais ou menos, uns 15 kg cada e teriam nascido por acaso porque a família nunca colocou sementes no telhado.

 “O quintal é todo no piso e não tem areia. No telhado também só tem pedras. Então não sei se alguém jogou as sementes lá, mas o fato é que todo mundo se surpreende com o tamanho e o quilo delas. Até as folhas do pé de abóbora são enormes", afirmou o funcionário público da cidade de Santa Quitéria, mas que mora no bairro Vila Palmeira, em São Luís.

Para o agrônomo da Universidade Estadual do Maranhão, Hamilton Almeida, o fenômeno é incomum, mas fácil de explicar. A resposta está no trabalho dos pássaros na natureza."Os pássaros se alimentam e expelem as sementes nas fezes. Daí, basta ter chuva e um local com material orgânico. O telhado de uma casa pode ser um local com bastante material orgânico e, se for exagerado, pode ocasionar o crescimento anormal das abóboras. Mas o ciclo da planta é curto, então com o fim do inverno e das condições de meios orgânicos para produção, provavelmente as abóboras devem parar de nascer", explicou o agrônomo.

Fonte: G1 MA

segunda-feira, agosto 06, 2018

ASBOA: A QUINTA EDIÇÃO DO CLEAN UP

Ontem estivemos reunidos na sede Associação de Surf e Bodyboarder do Olho D’água - ASBOA com o objetivo de definir data e atividades para do 5º ano do Clean up - Ação de Limpeza de Rios e Mares que acontece em mais de 135 países e em São Luís tem acontecido sempre em direção a Praia do Olho Dágua (talvez a mais esquecida pelo poder público) e por onde a Av. Litorânea vai avançar estamos de olho.

Estiveram presentes professores e alunos do curso de Oceanografia da UFMA e aqui agradeço a professora Thalita o nosso parceiro de sempre, a data definida ficou pra 16 de setembro.

Em breve estaremos disponibilizando a programação.






Fonte: Rogério Verde

FALA COMUNIDADE: PAUTA MISTA

O programa Fala Comunidade, edição 265, 05/08, teve edição super movimentada. Abrimos o bloco oportunizando ao Sr. Alberto Carneiro, secretário adjunto de vigilância sanitária em saúde de São José de Ribamar que apresentou informe sobre o Plano de Ação Metropolitana de Combate ao Mosquito Aedes Aegypti que será realizada entre os dias 06 e 11/08, envolvendo as prefeituras da região metropolitana, em suas áreas limítrofes.


A pauta principal, “A Guerra da Balaiada Em Quadrinhos”  contou com o historiador mestre Iramir Araújo iniciou a entrevista apresentou os objetivos do projeto do livro de sua coautoria. Iramir destacou aspectos econômicos, sociais e políticos em que se deram esta revolta que sacudiu o Maranhão e o Brasil entre 1838 e 1842, sendo protagonizada por  escravos, artesãos e sertanejos.
Por fim, Iramir fez comparação do episódio Balaiada e nossos dias, guardando as devidas condições sociais, alertando que o povo deve lutar por seus direitos de forma intransigente.

Contamos com participação especial de Rosiene Rocha, formada em jornalismo, que colaborou nesta edição na entrevista do dia.

Os ouvintes foram agraciados com sorteio de exemplares dos livros “Jurados de Morte” e “Balaiada, A Guerra do Maranhão”, autografados pelo historiador Iramir. Também foram sorteados um par de ingressos para o Cine Moviecom, doação do ouvinte Richardson Cesar.


Fonte: Camilo Rocha

quinta-feira, agosto 02, 2018

SAÚDE PÚBLICA: AÇÃO METROPOLITANA DE COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI

Lideranças do Complexo COHAB-COHATRAC e governo reunidos ontem para dialogar sobre o PLANO DE AÇÃO METROPOLITANA DE COMBATE AO MOSQUITO AEDES AEGYPTI. Ontem, 01/08, na Paróquia N Senhora de Nazaré, Cohatrac I. Na tática o protagonismo articulado com empoderamento.


O FAI se fez presente e apresentou a problemática do lixo dentro e fora da APA.



O presente plano prevê um trabalho conjunto com os municípios da Região Metropolitana da Ilha de São Luís para combate do Aedes aegypti, onde terá início numa etapa inicial com as áreas limítrofes dos municípios de São Luís e São José de Ribamar. As localidades do município de São Luís (Conjunto COHATRAC I, Conjunto COHATRAC III, Conjunto COHATRAC IV e Jardim Primavera) que fazem limite direto com as localidades do município de São José de Ribamar (Conjunto Tanguará, Jardim Araçagy, Itapiracó, COHABIANO e Trizidela), apresentaram índices de infestação predial além do limite preconizado pelo Ministério da Saúde que exige no máximo 1% para que o município apresente quadro de surto ou epidemia de uma das arboviroses (dengue, chikungunya, zika vírus). Por esta razão está programado o período de 06 a 11 de agosto/2018 o desenvolvimento de diversas ações de forma integrada nas áreas limítrofes visando impactar na redução dos índices de infestação do Aedes e impedir que a população de São Luís e São José de Ribamar não venha sofrer por um problema de epidemia que poderá trazer consequências de danos irreparáveis e imprevisíveis,


ENERGIA LIMPA: GERAÇÃO DE ENERGIA EÓLICA TEM UM AUMENTO DE 17,8% EM SETE MESES

Parque eólico entre Barreirinhas e Paulino Neves Nos sete primeiros meses de 2018, a geração de energia elétrica proveniente de geração...