sexta-feira, agosto 19, 2011

GIL CUTRIM DEFENDE METROPOLIZAÇÃO DA GRANDE SÃO LUÍS.

Gil Cutrim fala sobre metrópole aos participantes do seminário

O prefeito de São José de Ribamar e vice-presidente da Federação dos Municípios do Maranhão, Gil Cutrim (PMDB), defendeu, nesta quinta-feira, a união das Prefeituras da Região Metropolitana de São Luís.

Para ele, de forma parceira e conjunta, serão possíveis políticas públicas comuns e que beneficiem todos os moradores da Grande Ilha.

- Sou um defensor ferrenho da implantação, de fato, do processo de metropolização da Grande Ilha. Entendo que, somente através das parcerias institucionais entre as Prefeituras, será possível resolver problemas nas áreas da infra-estrutura, meio ambiente e saúde, por exemplo, que há anos afligem as populações dos cinco municípios da Região Metropolitana - disse o prefeito.

Cutrim representou a FAMEM no Seminário de Lideranças da Região Metropolitana da Grande São Luís, promovido pelo Governo do Estado e que contou com os apoios da Assembleia Legislativa e da própria FAMEM.


O prefeito de Ribamar citou como exemplo de ação concreta de política pública compartilhada entre dois municípios da Região Metropolitana um pacto de gestão, formalizado entre Prefeituras de Ribamar e Paço do Lumiar, em 2009, permitindo que as duas administrações municipais executem, de forma parceira, serviços de limpeza pública e iluminação pública nos bairros localizados nas áreas limítrofes entre as duas cidades.

A parceria, segundo Cutrim, não implicou em novas despesas para as duas cidades e, tão pouco, quebra de contrato com a empresa que presta serviços nestas áreas às respectivas Prefeituras.

- A empresa vencedora da licitação e que presta serviço às duas Prefeituras é a mesma. O que fizemos foi unir forças, sem nenhum ônus, e melhorar a coleta de resíduos sólidos e o sistema de iluminação pública nos bairros limítrofes, como a Vila Pedro Careca e a Maioba do Jenipapeiro - explicou Gil Cutrim ressaltando que estas parcerias só podem se tornar viáveis a partir do momento que os demais municípios da Ilha aderirem à Região Metropolitana.

A Região Metropolitana está criada em lei. Porém, segundo Gil Cutrim, os municípios precisam aderir, por meio de projetos de lei aprovados por suas respectivas Câmaras de Vereadores.

- O que proponho é que as Prefeituras da Grande Ilha, independente de colorações partidárias, dêem as mãos. Que nós, prefeitos, com a ajuda da governadora Roseana Sarney, possamos trabalhar juntos em favor das populações dos nossos municípios - ratificou o vice-presidente da Federação.

Fonte: Imirante

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O BRASIL SEM JEITO: O JUIZ SÉRGIO MORO LIBEROU R$ 10 MILHÕES AO CASAL JOÃO SANTANA E MONICA MOURA

Os advogados afirmam que os marqueteiros não podem “trabalhar e auferir renda para seus gastos pessoais e de suas famílias, sendo, então,...