sábado, fevereiro 04, 2012

KABÃO: NÃO FEZ, NÃO FAZ E NEM DEIXA FAZER.

Uma decisão atabalhoada do prefeito de Cantanhede, José Martinho, o Kabão (DEM), prejudicou donos de bares e trabalhadores do comércio informal que já estavam preparados para vender seus produtos durante a realização de um evento de pré-carnaval programado para este sábado (4) na cidade.

Chefe de gabinete Manoel Erisvaldo (camisa listrada) interrompe montagem de palco
No momento em que iniciava-se a montagem do placo, no local previamente autorizado pela prefeitura e amplamente divulgado nas emissoras de rádio da região, os organizadores foram surpreendidos com a decisão do prefeito que impediu o prosseguimento da operação.
A atitude de Kabão frustrou as expectativas dos vendedores ambulantes que já haviam efetuado despesas visando faturar durante o evento, organizado por um adversário político do democrata.
O transtorno causado pela truculenta decisão de Kabão só não será maior porque os organizadores, usando do necessário senso de equilíbrio, aceitaram transferir a festa para outro local. A brincadeira, que terá a participação do Bicho Terra, Máquina de Descascar Alho, Bateria da Turma do Quinto e Banda Amor Real, foi transferida para a praça de eventos.
Para compensar os transtornos causados com a mudança de local, os organizadores decidiram ampliar a festa. Dessa forma, outras atrações serão incorporadas à programação. A Banda Delirá e um potente som automotivo estão entre as novas atrações já confirmadas.
Essa não é a primeira vez que Kabão age por conveniências políticas. Ele pessoalmente ja proibiu eventos na cidade. Desta vez o prefeito mandou o chefe de gabinete Manoel Erisvaldo abortar a montagem do palco.
Kabão é assim: não fez, não faz nem deixa fazer.
Fonte: Décio Sá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUSTENTABILIDADE: GARRAFA ECOLÓGICA QUE FILTRA ÁGUA SUJA

A contaminação da água encanada tem sido um problema recorrente na vida dos brasileiros. Diversas análises e estudos indicam que cada vez...