sexta-feira, fevereiro 08, 2013

APÓS DENUNCIA, PROFESSOR É EXONERADO


Nesta sexta feira (8/2) o Conselho Universitário (CONSUN) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA) se reuniu para decidir sobre o processo de demissão do professor.
Depois do Prof. Wildoberto Batista Gurgel recorrer na Justiça Federal, o pleno do CONSUN foi convocado, ficando assim o veredito:

Dos 41 conselheiros presentes no pleno
28 votaram a favor da exoneração,
01 contra a exoneração
12 se abstiveram.

Sendo assim, o professor Ayala Gurgel foi exonerado da instituição.

A Retrospectiva que gerou a exoneração:

Em uma rede social, o professor doutor do Departamento de Filosofia, Wildoberto Batista Gurgel, fez uma suposto denuncia de fraude de nota na UFMA, o mesmo disse que seis alunos do Curso de Filosofia foram aprovados em sua disciplina à revelia. Afirmando ainda que o fato foi comunicado ao CONSUN e nenhuma providência foi tomada.
Na época, em nota, a UFMA disse que o professor Ayala seria chamado para provar o que disse e que a instituição tomaria as medidas cabíveis, tanto se forem comprovadas ou não as denúncias do professor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O BRASIL SEM JEITO: O JUIZ SÉRGIO MORO LIBEROU R$ 10 MILHÕES AO CASAL JOÃO SANTANA E MONICA MOURA

Os advogados afirmam que os marqueteiros não podem “trabalhar e auferir renda para seus gastos pessoais e de suas famílias, sendo, então,...