segunda-feira, junho 17, 2013

ESTUDANTES IRÃO ÀS RUAS EM SÃO LUÍS EXIGIR REDUÇÃO DA TARIFA DE ÔNIBUS

Inspirados pelas revoluções ocorridas no País nos últimos dias, estudantes de São Luís devem ir às ruas na próxima quarta-feira (19), para exigir a redução no preço cobrado pelas passagens de ônibus na capital do Estado.
Em sintonia com os protestos de São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia, Belo Horizonte e Porto Alegre, o ‘Vem Pra Rua São Luís’ ganha força nas redes sociais, e deve culminar nas cerca de 5 mil pessoas, segundo estimativa dos manifestantes, que marcharão da Biblioteca Benedito Leite, na Praça Deodoro, em direção ao Palácio de La Ravardière, sede da Prefeitura de São Luís.

Como o Pis/Cofins são responsáveis por cerca de 3,75% do valor da tarifa do transporte coletivo, ao zerar a cobrança a partir da data da sua publicação, dia 1º de junho, a MP 617 possibilitou ao prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC), reduzir o valor cobrado pelas passagens no município.

Apesar da medida ter aberto as portas para todas as prefeituras do País reconsiderarem os valores em vigor, o petecista vem se calando diante das reclamações na população, que paga a segunda tarifa de ônibus mais cara da Região Nordeste.

Reportagem do Atual7 da semana passada teria levado os estudantes a criação do movimento na capital, após a notícia de que o Sindicato de Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) teria voltado a solicitar de Edivaldo que determine o um reajuste de aproximadamente 27% no valor médio das das tarifas de ônibus da cidade como uma das ferramentas para solucionar o que o SET chamou de ‘situação de colapso financeiro-operacional’ no sistema de transporte coletivo de São Luís. Baseadas no aumento da tarifa média, as passagens dos coletivos passariam a ser R$ 1,90; R$ 2,10 e R$ 2,75.
A
lém da manifestação a favor da redução da tarifa cobrada pelo transporte coletivo, haverá ainda cobranças pela mobilidade urbana prometida por Edivaldo na campanha eleitoral de 2012, como a construção de ciclovias e por uma operação ‘tapa-buracos’ eficiente, já que a maioria dos bairros de classe baixa da capital continuam completamente intrafegáveis.

Os estudantes afirmam que a Prefeitura de São Luís, semelhante à gestão anterior, estaria revitalizando apenas alguns avenidas da cidade.

Alguns participantes do movimento denunciaram ao Atual7 que, apesar da manifestação ser apartidária, integrantes do PSOL e do PSTU estariam organizando bandeiras e militantes numa tentativa de tomar os créditos da ação.
Fonte: Daniel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ADECOI INFORMA: AÇÕES DA BRIGADA VOLUNTÁRIA AMBIENTAL

A Associação dos Defensores do Complexo Itapiracó( ADECOI) esteve presente nas pessoas da dona Sindia e Silvana na ação com o Batalhão de...