terça-feira, dezembro 05, 2017

ECOPONTO: CIDADE OPERÁRIA

A Prefeitura de São Luís entregou, nesta segunda-feira (4), o Ecoponto Cidade Operária. Localizado na Avenida Este 203, próximo do Campo do Real, este é o oitavo equipamento do tipo entregue pela Prefeitura de São Luís à população. O bairro, que já é atendido pelo Ecoponto Jardim América, agora tem um espaço próprio para o descarte de material reciclável, restos de construção civil e capina. Na ocasião, crianças atendidas por um projeto de educação ambiental do bairro participaram de um plantio de mudas de árvores.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, destaca que a entrega do Ecoponto Cidade Operária faz parte das ações de fortalecimento das políticas públicas na região colocadas em prática na gestão do prefeito Edivaldo. “A área já tem o Ecoponto Jardim América, que recebe uma grande demanda diária de resíduos sólidos descartados. Agora, parte desta demanda vai ser concentrada no Ecoponto Cidade Operária. Para 2018, planejamos o Ecoponto Cidade Olímpica. Em função do grande contingente populacional, a região gera grande quantidade de resíduos sólidos descartados irregularmente. Com os Ecopontos vamos melhorar a limpeza urbana na área”, afirma Carolina Moraes Estrela.

Desde o início das obras, a comunidade da Cidade Operária começou a ser mobilizada por meio de reuniões para apresentar o projeto dos Ecopontos, informar sobre sua finalidade, o porquê da escolha da área entre outras informações. Também foram feitas ações porta a porta em parceria com entidades do bairro.

A estrutura do Ecoponto Cidade Operária segue o modelo dos demais já em funcionamento. Cada Ecoponto conta com instalações sanitárias, estacionamento, setores de recebimento e acondicionamento temporário dos materiais e área de manobra de equipamentos e veículos, além da parte administrativa. O espaço conta ainda com quatro baias de alvenaria cobertas e sinalizadas, para a deposição do material coletado. As placas de identificação seguem os padrões definidos de coleta seletiva: amarelo para metal, azul para papel, vermelho para plástico e verde para vidro.

O projeto de criação dos Ecopontos foi uma determinação do prefeito Edivaldo e foi desenvolvido para atender os geradores e transportadores de pequena quantidade de resíduos, com volumes inferiores a 2m³, transportados por veículos como pick-up, carrinhos de mão ou carroças. Os condutores de veículos de tração animal são os grandes usuários destas unidades, pois têm como principal atividade o transporte de resíduos.


Na medida em que oferecem alternativas ao descarte irregular, esses equipamentos também contribuem para a diminuição dos criadouros do mosquito Aaedes aegypti e, por consequência, das doenças causadas pelo inseto, como o zika vírus, chikungunya e a dengue.
Fonte: PMSLZ

segunda-feira, dezembro 04, 2017

DIREITO DO CIDADÃO: EMPRESA É CONDENADA A INDENIZAR PASSAGEIRO ASSALTADO DENTRO DE ÔNIBUS

Passageiro que foi assaltado dentro de um ônibus deve receber uma indenização por danos morais no valor de R$ 2 mil da empresa responsável pelo veículo. Segundo decisão unânime da 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), no contrato com seus passageiros, a empresa de ônibus fica obrigada, como contraprestação do pagamento das passagens, a dar-lhes segurança, mantendo-os ilesos até o destino final.
O passageiro ajuizou uma ação de indenização por danos morais e materiais, demonstrando, por meio do boletim de ocorrência e depoimentos de testemunhas, que foi assaltado no interior do veículo e que teve objetos pessoais roubados. Depois de ter seu pedido negado em primeira instância, ele apelou ao Tribunal de Justiça.

O valor definido na indenização é relativo a todos os prejuízos sofridos pelo consumidor, tanto a título de danos materiais, referente ao valor do celular roubado – a ser apurado na liquidação da sentença – quanto a título de danos morais.

sexta-feira, novembro 24, 2017

METROPOLIZAÇÃO: NOVA DELIMITAÇÕES DA GRANDE ILHA

O Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC) e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), estabelece normas e procedimentos para consolidação das divisas municipais. A nota divulgada esclarece os ajustes estabelecidos entre os municípios São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa.
NOVAS DIVISAS CARTOGRÁFICAS ENTRE OS MUNICÍPIOS:

BAIRROS: SÃO LUÍS

Vila Luizão;
Santa Rosa;
Bom Jardim;
Chácara Brasil;
Ipem Turu;
Cohatrac I;
Cohatrac II;
Cohatrac III;
Cohatrac IV;
Residencial Primavera;
Jardim das Margaridas;
Conjunto São Raimundo;
Vila Brasil;
Cidade Operária;
Santa Efigênia;
Jeniparana;
Cidade Olímpica;
Cruzeiro de Santa Bárbara;
Residencial Nestor;
Andiroba;
Tajipuru;
Mato Grosso.

BAIRROS DE SÃO JOSÉ DE RIBAMAR
Central Park;
Central Park II;
Alto do Jaguarema;
Vila Alonso Costa;
Miritiua;
Parque Vitória;
Residencial Canudos;
Terra Livre;
Jardim Turu;
Alto Turu III;
Alto Itapiracó;
Trizidela;
Alvorada;
Itaguará;
Jardim Araçagi;
Cohatrac V;
Maiobinha;
Vila Flamengo;
Jardim Tropical;
Vila Sarney Costa;
Mata; Santana;
Bom Jardim;
Santa Maria.

BAIRROS PAÇO DO LUMIAR
Alpha Ville;
Dahma;
Bob Kennedy;
Boa Vista;
Vassoural;
Maioba;
Maioba do Genipapeiro;
Sítio Grande;
Lima Verde;
Maiobão;
Sítio Paranã;
Residencial Portal do Paço;
Pau Deitado;
Timbuba;
Mojó.

BAIRROS QUE DELIMITAM AS DIVISAS ENTRE OS MUNICÍPIOS DE PAÇO DO LUMIAR E RAPOSA:
Pirâmide;
Residencial Pirâmide
Cumbique.



terça-feira, novembro 21, 2017

A PRAÇA DAS ÁRVORES: EMPÓRIO SOCIAL

A comunidade do Complexo Cohatrac/Cohab viveu na manhã de 18/11, mais um importante momento de construção de pertencimento. A Praça das Árvores recebeu a 1º edição do EMPÓRIO SOCIAL, um evento de vanguarda que objetivou o encontro de entidades, movimentos sociais e escritores maranhenses para compartilharem suas lutas por uma sociedade mais justa e mais solidária.




As atividades foram iniciadas com o Café Cooperativo, em seguida abriu-se uma sessão de saudações dos representantes das entidades e movimentos sociais e apresentação dos trabalhos literários dos escritores presentes.




Articulação troca de contatos e fechamento de parcerias foi a tônica do momento. Tudo em um agradável ambiente proporcionado pela sombra da Praça das Árvores, localizada no Cohatrac IV.




Agradecemos o apoio da empresa Higienizadora São Luis, dos integrantes do Comitê da Praça, Escola Espaço da Criança e demais agentes sociais que viabilizaram mais este momento de vivência.



O Comitê Gestor vai avaliar a possibilidade de incluir o Empório Social em seu calendário social no ano de 2018.



Fotos: Lídia Cutrim
Camilo Rocha Filho

Secretário do Comitê da Praça das Árvores

sexta-feira, novembro 10, 2017

COMPLEXO COHATRAC: CIÊNCIA NA PRAÇA

Mais uma edição do projeto “Ciência na Praça” será realizada em São Luís. Dessa vez o bairro beneficiado com as atividades será o Cohatrac. Durante todo o sábado (11), os moradores da região poderão participar de oficinas de eletricidade básica e cosméticos naturais que serão realizadas na Praça das Árvores.
A programação educativa terá início a partir das 8h com a feira de ciências, e a partir das 9h serão iniciadas as oficinas cada uma com quatro turmas durante o dia. Para participar das oficinas, basta realizar um cadastro no local, as vagas são limitadas.

“O Ciência na Praça é um projeto que surgir a parti do programa Luminar: Caravana da Ciência, todos com o objetivo de popularizar o conhecimento científico e despertar o interesse das pessoas por essa área. Nós buscamos mostrar que a ciência faz parte do dia a dia das pessoas, não é algo limitado aos laboratórios”, explicou Ana Paula Araújo, coordenadora do Programa Ciência na Praça.

Ciência na Praça

O projeto “Ciência na Praça” é desenvolvido pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), e tem como objetivo levar educação, ciência, tecnologia e inovação para as comunidades.

É um espaço para exposições e oficinas temáticas de ciências criado pela Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI). O principal objetivo é popularizar a ciência e torná-la acessível com atividades ao ar livre.

As ações acontecem quinzenalmente e já foram realizadas na Praça Deodoro, no Centro de São Luís; na Praça Nossa Senhora do Carmo, no Coroadinho; na Praça do Letrado no Vinhais; e na Praça da Lagoa, no Jardim Renascença.

Fonte: SECTI

quarta-feira, novembro 08, 2017

VASCO DA GAMA: ELEIÇÃO

Na madrugada desta quarta-feira, a apuração das urnas apontou vitória do candidato da situação, Eurico Miranda, por 2.111 votos, contra 1.975 de Julio Brant e 421 de Fernando Horta - houve ainda três votos em branco e outros três anulados.
Na teoria, portanto, Eurico foi reeleito para comandar a equipe da Colina por mais três anos. Só que o pleito só será decidido na Justiça, já que uma das urnas causou polêmica e pode ser impugnada.
Na urna em questão, há 475 votos que a Justiça ainda irá analisar para saber se serão válidos ou não - a Polícia Militar, aliás, já até levou o objeto para o tribunal. A decisão judicial, portanto, é que irá definir o novo presidente vascaíno.
Fonte: ESPN Brasil

terça-feira, novembro 07, 2017

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: GRUPO DE TRABALHO DA SEMA COM A SOCIEDADE CIVIL

A Superintendência de Educação Ambiental da Secretária Estadual do Meio Ambiente – SEMA, realizou nessa terça-feira (07/11) um debate com a Sociedade Civil Organizada do entorno da Área de Proteção Ambiental do Itapiracó e o Batalhão de Polícia Ambiental (BPA) da Polícia Militar, para tratar sobre uma proposta de sensibilização e mobilização com a comunidade  acima citadas, para atuar na redução dos impactos ambientais ocasionados pelos resíduos sólidos gerados e depositados na APA do Itapiracó.

ECOPONTO: CIDADE OPERÁRIA

A Prefeitura de São Luís entregou, nesta segunda-feira (4), o Ecoponto Cidade Operária. Localizado na Avenida Este 203, próximo do Campo ...