terça-feira, abril 05, 2011

MEDIÇÃO MOSTRA AUMENTO RECORDE DO BURACO NA CAMADA DE OZÔNIO

Informação foi divulgada por organização de meteorologia. O frio mais rigoroso e o uso contínuo de substâncias químicas são uns dos motivos.

O buraco na camada de ozônio atingiu um nível recorde. A medição feita no Ártico mostra um aumento de 40%. A informação foi divulgada nesta terça-feira (5) pela Organização Mundial de Meteorologia.

Os motivos: frio mais rigoroso na região do Ártico e o uso contínuo de substâncias químicas, que causam danos a atmosfera, como o aerossol. A camada de ozônio protege contra a exposição aos raios ultravioletas, que, em excesso, causam câncer de pele.
 Fonte: Bom dia Brasil 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ORLA METROPOLITANA: PONTOS PRÓPRIOS PARA BANHO

O laudo semanal de balneabilidade, divulgado pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema), aponta que 19 dos 21  ...